Essencia de Mulher

Um blog para mulheres e homens de mente aberta

sábado, outubro 01, 2005

Um homem não chora...



Um homem quando questionado sobre se tem tabus, normalmente responde categóricamente que não. Caso contrário seria por em causa toda a sua virilidade, principalmente a nivel sexual. Penso até que por vezes podem perder parte do prazer que envolve um acto sexual por estarem preocupados com a performance perante a sua companheira. A pergunta final: Gostaste? Foi bom para ti? maioritáriamente está mais direccionada à sua actuação do que com a preocupação em relação à sua parceira. No sexo não admitem ter tabus, mas quando confrontados com certas práticas, vacilam, pois podem ser comparados a grupos de diferente preferência sexual, o que seria um atentado à sua masculinidade. Alguns nem ousam afirmar que aceitam a existência destas pessoas e se possivel chamam uns tantos nomes com receio de serem confundidos e vincarem bem a sua posição de "machos". Outro eterno problema é o tamanho do seu "amiguinho inseparável". Isso é um tema mais do que debatido. A meu ver, o mais importante é o que se faz e como se fazem as coisas. Filmes, revistas,televisão, publicidade, a sociedade em si com os seus estereótipos, conduzem muitas vezes as pessoas a um mundo de ilusão que querem imitar e sentir. Isso leva certamente à frustração e a uma busca constante de algo que por vezes não existe. É um campo muito vasto este, e com muitas nuances.

"Um homem não chora", quantas vezes esta frase foi repetida ao longo de gerações e gerações. O homem sempre foi induzido a esconder as suas fragilidades. Talvez aqui também a mulher sempre tivesse dado o seu contributo porque desde a prè-história viu no homem o elemento capaz de a proteger assim como à sua descendência. Um homem é um ser humano não um "parecer" humano. Como tal, tem as suas fraquezas e limitações. Vejo com contentamento que neste aspecto as coisas estão a mudar. Muitas vezes , essas máscaras de dureza que muitos homens põem, conduzem à insegurança,à falsidade dos seus actos, a recalcamentos, a mágoas, a perda de identidade e até à doença física.

Homens, conheçam-se a si mesmos, ajam em conformidade, aceitem-se, e tudo será muito mais fácil.

7 Comments:

At 9:08 da tarde, Blogger DJ said...

Em 1º lugar: o "amiguinho inseparável" não tem outra forma de o ser. Não é propriamente algo que se possa desatarrachar e guardar numa mala, para quando se for usar voltar a atarrachar, etc. As mulheres também têm duas amiguinhas inseparáveis!
Quanto ao resto: acho que os homens que dizem que não choram, são os que choram mais, porque quanto mais querem dar uma de machos, mais feridas da alma têm. O verdadeiro macho é aquele que consegue marcar a sua presença, sabendo como ser ele mesmo e ao mesmo tempo chegando ao que a(s) mulher(es) quer(em). Tem que ser a conjugação das duas coisas. Ele é ele mesmo, e ao mesmo tempo chega ao que o sexo oposto é. Obviamente que excluo os gays deste ramo, porque homem que é homem respeita a sua natureza e age, pensa e fala conforme a sua natureza. Quando caiem para o outro lado não têm natureza masculina, só feminina.
O tamanho das coisas não interessa, se não souber ser utilizado, senão por isso existiriam aí autênticos tipos que mais parecem cavalos, do que propriamente homens, que seriam incríveis bombas na cama. E às vezes o tamanho até pode incomodar. Não que me insira na classe que vou dizer agora, mas há aqueles que fazem jus à expressão "pequeno mas trabalhador". É preciso saber utilizar o que se tem. Senão é melhor esquecer.
Quanto ao desempenho... é tudo uma questão mental! Quanta mais pressão colocam sobre si relativamente a desempenhos, maior é a probabilidade de falhar. Tem que se fazer as coisas com descontracção, sem pressões, ou obrigações, senão as coisas não fluem. Se se vê que algo vai chegar antes da parceira, convém desviar a cabeça para outras coisas... sei lá... pensar que se está num jogo de futebol (já que isto não dá tesão... apesar de despertar outro tipo de entusiasmo)... mas ter cuidado para não pensar em cenários da II Guerra Mundial, senão vai tudo abaixo! Lá está, quando há amor, tudo é válido!
Discordo com muita coisa do post, porque existem muitos homens excepção ao que é relatado!!!!

 
At 11:48 da tarde, Blogger EuMulher said...

Dj... chamei amiguinho inseparável como podia chamar outra coisa qualquer e não o fiz de uma forma depreciativa mas mais num sentido carinhoso. Até porque nenhum homem vive sem esse seu amigo e preocupa-se com o seu bem estar. Quanto às mulheres elas têm mais do que duas amiguinhas. Pois a dificuldade de muitos homens é precisamente chegarem ao que as mulheres querem. A meu ver enquanto homens e mulheres não aceitarem que são de naturezas diferentes a base de entendimento é sempre difícil. As mulheres esperam que os homens adivinhem as coisas, homens perdem a paciência com o pouco sentido prático das mulheres e o seu lado emocional etc, etc, etc...
Não era preciso esclareceres se estás ou não na classe dos "pequenos e trabalhadores", isso demonstra uma certa preocupção sobre o que falei.Num coisa não posso definitivamente concordar contigo. Não vejo o desempenho como uma questão mental, antes pelo contrário. Penso que numa relação sexual as pessoas devem-se entregar e sentir as coisas.Outra coisa que não posso mesmo concordar é que se pense em futebol ou outra coisa numa altura destas! Esta questão de tentar atingir o orgasmo ao mesmo tempo parece-me mais coisas de filmes e revistas do que própriamente da realidade. Se houver diálogo e compreensão entre as pessoas existem outras formas de prolongar as coisas sem ser por essa via, até porque nessas alturas tudo é muito sentido à flor da pele e uma mulher concerteza vai sentir que o homem em lugar de estar ali com ela está algures num estádio de futebol. Essa situação vem-me mais uma vez reforçar a ideia de que o homem se preocupa com a sua performance, porque seria muito desagradável realmente um homem acabar sem ter dado o que a mulher espera. Mas muitas vezes os homens enganam-se quanto ao que uma mulher espera. A mulher acima de tudo pretende sentir-se amada, desejada,dar e receber carinho, atenção.Para mim uma relação sexual é uma partilha não um contra relogio, uma avaliação...é um momento em que duas pessoas dão o que têm de mais valioso, a sua intimidade.È uma comunicação sem palavras Uma linguagem de emoções de corpo para corpo. Mas estou sem dúvida a falar de sexo entre duas pessoas que se amam ou que pelo menos sentem algo e não de sexo ocasional. Porque esse para mim é uma fraude,e está longe de ter os mesmos resultados a nivel de satisfação.Concerteza que quando existe amor numa relação as coisas são bem diferentes! Felizmente existem muitas excepções, mas talvez nestas últimas gerações. Eu acredito que ainda todos nós trazemos muito coisa de trás. Neste campo como em qualquer outro é sempre difícil generalizar, porque cada um é como é e tem o passado que tem. O que eu falei tem a ver com a minha experiência de vida e com o que leio e falo com outras pessoas. No fundo é a minha opinião

 
At 8:47 da manhã, Blogger DJ said...

Não existe nenhuma preocupação da minha parte sobre se me encontro nos pequenos, médios ou grandes! Só quis separar as águas.

 
At 2:20 da tarde, Anonymous egocentrico said...

Mais do que os cms, o jogo da sedução é vital para o sucesso de uma relação.....Preparar um belo cenário, uma bela provocação,.... enfim um momento sem limites....

Quanto ao choro masculino, só me lembro do ditado "quem naão chora não mama!!!"

 
At 3:11 da tarde, Blogger EuMulher said...

Egocêntrico... eu também concordo que o jogo da sedução é muito importante e valoriza muito uma relação e põe sempre a nossa criatividade a funcionar e não deixa que se caia na rotina mas... é impressão minha ou os homens só se dão a esse trabalho na fase da conquista? E secalhar alguns nem isso, e outros ainda acham isso uma "mariquice". Sempre ouvi muitas mulheres queixarem-se da falta de interesse dos homens em criar um "clima", e algumas vezes acham que o clima se cria à base do dinheiro. É fácil convidar para jantar ou comprar um ramo de flores, mas escrever um cartão, ou surpreender a mulher com algo que a agrade, porque isso quer dizer que houve carinho e existe atenção, isso já é mais difícil. Muitos homens queixam-se que não sabem o que as mulheres querem... mas possivelmente estão sempre tão distantes de uma relação que nem conhecem os gostos da companheira. Também existem muitas mulheres sem poder de iniciativa, isso é verdade! Há que começar a dividir as coisas, não estamos mais na Idade Média!Egocentrico tu preparas esses momentos únicos? Reservas algum tempo do teu dia a pensar como agradar à tua companheira? Conheces a tua companheira suficientemente bem para teres êxito nas tuas iniciativas? Ou vais ás apalpadelas ou antes de concretizar alguma coisa ainda tens de lhe perguntar? "Quem não chora... não mama"... só que existem mil e uma razões para chorar!

 
At 3:42 da manhã, Blogger Ega said...

Hummm... são os homens a dizer que não choram e as mulheres a dizer que não se masturbam.

 
At 12:08 da tarde, Blogger EuMulher said...

Ega... um bom paralelo. Realmente muitas mulheres o negam e fazem-no às escondidas tal como os homens com as suas lágrimas, mas é compreensível que assim o seja!

 

Enviar um comentário

<< Home