Essencia de Mulher

Um blog para mulheres e homens de mente aberta

domingo, outubro 16, 2005

Despedida




Eu gosto muito de animais, principalmente de cães e cavalos. Quando fiz 10 anos, os meus pais ofereceram-me uma cadelinha. Desde então a companhia destes fieis amigos tem sido uma constante na minha vida. Há 2 anos morreu a minha Laika, uma collie de quem guardo muito boas recordações. Hoje morreu a Katy, uma caniche que adoptei há 8 anos. Quem já passou pela experiência de ter um amiguinho destes de 4 patas, entende a cumplicidade que se cria numa relação destas e o muito que se aprende. Criam-se códigos de conduta mútua. Não falamos a linguagem deles, mas ao longo do tempo existe um meio de comunicação muito próprio entre o dono e o seu cão. Esta minha cadela era muito especial para mim. Companheira de muitos momentos de alegria e tristeza, de brincadeiras e de lágrimas. Uma amiga fiel, sempre presente e com actos de grande compreensão e carinho. Parece mentira mas ela sempre encontrava maneira de mostrar que estava presente, disponível e capaz de fazer o que fosse preciso. Fiz questão de estar com ela até ao fim, e pelo abanar da sua cauda sempre que ouvia a minha voz e com o coração quase a parar, sei o quanto isso foi importante para as duas.

Fica um apelo: quem quiser ou já tenha um amigo destes, nunca se esqueça que eles sentem, e se estiverem atentos conseguem comunicar com eles.

Neste momento não vou comentar as atrocidades que se fazem aos animais e que vocês tão bem conhecem Talvez um dia o faça!

4 Comments:

At 11:27 da tarde, Blogger DJ said...

Sinceramente, partilho a tua dor! Também já perdi um doberman que tive e um cocker spaniel... e sei o quanto sofri! Os animais fazem-me imensa falta... e sinto-os como se fossem filhos ou irmãos. É dolorosa a sua perda! Talvez recuperes parcialmente com um novo. Sei o que custa... :(
fica o abraço forte para te ajudar a suportar a dor e o vazio!

 
At 10:12 da manhã, Anonymous Anónimo said...

Seria necessária uma capacidade "Queirosina" para exprimir com clareza o que representam os fieis amigos para o Homem.
Devo muito a uma pessoa que me fez descobrir essa realidade. Passei a ser diferente.............
Sofre-se, mas é um sofrimento doce.
Obrigado.

 
At 11:48 da manhã, Blogger EuMulher said...

anónimo...Tens razão. É dificil explicar a alguém que nunca tenha tido um amiguinho destes como são as coisas.Temos muito a aprender com os animais. Eles sem dúvida transformam-nos. Sofre-se quando os perdemos mas há que recordar tudo de bom que nos deram durante a sua existência.Sempre penso que os animais nos fazem sentir mais humanos! Não pela prepotência que os humanos exercem sobre certas criaturas indefesas, mas porque os animais dão de uma forma incondicional.
Dj... obrigada Quem já passou pelo mesmo pode avaliar o que sinto.Há quem realmente arranje um outro cão para preencher o vazio, mas de todos os cães que já tive posso dizer que todos tiveram "papeis" diferentes na minha vida. Todas as minhas relações com eles foram diferentes, e sem dúvida sempre fizeram parte da familia. Ficam as recordações. Obrigada mais uma vez pelas palavras de conforto.

 
At 1:22 da tarde, Anonymous Bacuz said...

Nunca tive um animal mas gosto mto dos dos meus amigos,
cães principalmente, e concordo que são uma alegria e que acaba por se gostar deles como se da família fossem (às vezes mais)...

mas ... é assim a vida.. :(
há que recordar os bons momentos e seguir.

(acabaste por dizer tudo no post e nos teus comments)

jinhos e força.

 

Enviar um comentário

<< Home