Essencia de Mulher

Um blog para mulheres e homens de mente aberta

sexta-feira, novembro 04, 2005

O Amor é cego

A Loucura resolveu convidar os amigos para tomar um café em sua casa. Todos os convidados foram. Após o café, a Loucura propôs:
- Vamos brincar de esconde-esconde?
- Esconde-esconde? O que é isso? - perguntou a Curiosidade.
- Esconde-esconde é uma brincadeira. Eu conto até cem e vocês se escondem.
Ao terminar de contar, eu vou procurar, e o primeiro a ser encontrado será o próximo a contar.
Todos aceitaram, menos o Medo e a Preguiça.
1,2,3,... - a Loucura começou a contar.
A Pressa escondeu-se primeiro, num lugar qualquer. A Timidez, tímida como sempre, escondeu-se na copa de uma árvore. A Alegria correu para o meio do jardim. Já a Tristeza começou a chorar, pois senão encontrava um local apropriado para se esconder. A Inveja acompanhou o Triunfo e se escondeu perto dele debaixo de uma pedra.
A Loucura continuava a contar e os seus amigos iam se escondendo.
O Desespero ficou desesperado ao ver que a Loucura já estava no noventa e nove.
CEM! - gritou a Loucura. - Vou começar a procurar...
A primeira a aparecer foi a Curiosidade, já que não agüentava mais querendo saber quem seria o próximo a contar.
Ao olhar para o lado, a Loucura viu a Dúvida em cima de uma cerca sem saber em qual dos lados ficar para melhor se esconder.
E assim foram aparecendo a Alegria, a Tristeza, a Timidez...
Quando estavam todos reunidos, a Curiosidade perguntou:
Onde está o Amor?
Ninguém o tinha visto.A Loucura começou a procurá- lo. Procurou em cima da montanha, nos rios, debaixo das pedras e nada do Amor aparecer. Procurando por todos os lados, a Loucura viu uma roseira, pegou um pauzinho e começou a procurar entre os galhos, quando de repente ouviu um grito.
Era o Amor, gritando por ter furado o olho com um espinho.
A Loucura não sabia o que fazer. Pediu desculpas, implorou pelo perdão do Amor e até prometeu segui-lo para sempre.
O Amor aceitou as desculpas. Hoje, o Amor é cego e a Loucura o acompanha sempre.


Agora percebo porque é que às vezes andamos por aí meio "ceguinhos" e a cometer loucuras. Paulo Coelho escreveu no livro "Veronika Decide Morrer" uma frase que gostei muito : "Assim deve ser convosco; mantenham-se loucos, mas comportem-se como pessoas normais. Corram o risco de ser diferentes, mas aprendam a fazê-lo sem chamar a atenção. Concentrem-se nesta flor e deixem que o verdadeiro Eu se manifeste"

4 Comments:

At 11:26 da tarde, Blogger acnp said...

é uma grande lição essa historia...quando li isso a 1ª vez pensei que fosse mais uma treta daquelas correntes que nos mandam pla net, mas quando acabei confesso que fiquei a pensar. Gostei mto..! Bem escolhido!

Bjinhus e bom fim de semana =)

 
At 12:19 da manhã, Blogger EuMulher said...

acnp... tens razao! Isto vem de um mail que me enviaram, daqueles que são correntes, mas achei a historia interessante e com uma mensagem que dá para pensar sim! Beijinhos

 
At 5:03 da tarde, Anonymous Homero_de_Serpa said...

Concordo e ...discordo! A mensagem revela-se, por um lado, invulgarmente interessante, tendo em linha de conta que tem como origem aqueles mails enviados em cadeia. Por outro lado, julgo que a mensagem faz-nos evitar pensar, de modo a que possamos cometer a loucuras que tanto desejamos a qualquer momento.
Cumprimentos

 
At 6:47 da tarde, Anonymous Isabel said...

Que conto mais engraçado...
Tá explicado porq é q nós dizemos q o amor é louco...lol

Beijo com mtas saudades
Isabel

 

Enviar um comentário

<< Home